Fundão presente na construção e apresentação do Plano Diretor Metropolitano de Turismo e Cultura na Assembléia (31/05/2017)

A ideia de criar um Plano Diretor Metropolitano de Turismo e Cultura foi apresentada em reunião da Comissão de Turismo da Casa realizada nesta segunda-feira (29). O Colegiado recebeu vereadores da Grande Vitória que estão discutindo a viabilidade da iniciativa. “Não dá para falar de turismo em Vitória sem falar da Região Metropolitana”, avaliou o presidente da Comissão de Cultura e Turismo da Câmara de Vitória, Leonil (PPS).

O vice-presidente da Comissão de Turismo da Assembléia Legislativa, deputado Nunes (PT), concordou com a metodologia: “Existem as especificidades de cada município. Então precisa discutir o tema em cada local. E, no momento certo, discutir isso numa amplitude maior. Precisa ter algo que possa unificar”, disse.

O Vereador e Presidente da Comissão de Agricultura, Turismo, Indústria e Comércio de Fundão Janilton Almeida De Carli (PDT), explicou que: "Estão sendo realizadas audiências públicas em cada município da Grande Vitória, essa idéia do plano é levantar os pontos fortes e necessidades de cada cidade estipulando metas, características em comum e uma rota metropolitana envolvendo a cultura e o turismo alavancando e unificando as potencialidades dos municípios." Participaram representando o Poder Executivo de Fundão, o Coordenador de Cultura Fábio Samora e o Gerente de Comunicação Hugo Simonasse.

Estiveram presentes também neste encontro secretários e subsecretários de Turismo dos municípios da Grande Vitória, além do secretário estadual da pasta, José Sales Filho, e do subsecretário estadual de Cultura, José Roberto Santos Neves. Neves sugeriu que, além do Plano Diretor Metropolitano, os municípios criassem os fundos municipais de cultura, nos moldes do fundo estadual. “Quem faz cultura é o povo, mas o governo tem que criar condições. O fundo de cultura é um financiamento previsto no Tesouro”, explicou.

Já o secretário José Sales destacou “três novidades importantes” para o turismo capixaba: previsão de término das obras do aeroporto de Vitória até o fim do ano; possibilidade de voos internacionais de países vizinhos; e o possível retorno do Espírito Santo à rota de cruzeiros marítimos.

A presidente da Comissão da Casa, Luzia Toledo (PMDB), demonstrou bastante interesse na elaboração do Plano: “Essa discussão não vai parar por aqui”, disse. A ideia do Plano Diretor Metropolitano de Turismo e Cultura é levantar os pontos fortes e as necessidades de cada cidade da Grande Vitória e o elo entre elas. O Plano estipulará objetivos em comum e uma rota metropolitana envolvendo a cultura e o turismo.

Já foram realizadas audiências públicas em Guarapari, Viana e Fundão no último dia 10 de maio. A próxima reunião acontece em Serra na quinta-feira (01/06). Cariacica, Vila Velha e Vitória também realizarão audiências.